Sertanejo revela que vive com bala na cabeça há mais de 20 anos

Reprodução/Instagram

O cantor Maicon, dupla sertaneja de Marlon, revelou durante uma entrevista ao podcast No Flow que vive há mais de 20 anos com uma bala alojada na cabeça. Nos minutos finais da conversa, o músico contou que o tiro foi disparado acidentalmente por um amigo e disse que o projétil não pôde ser retirado, pois como estava localizado entre uma ligação nervosa importante, ele corria o risco de perder a audição e a visão.

A revelação aconteceu após o sertanejo dizer que passou por diversas provações durante a vida. “Eu já levei um tiro. A bala está até hoje na minha cabeça. Na época de moleque, fui à casa de um amigo acompanhado de um outro amigo. Quando chegamos lá, esse meu amigo foi mostrar as armas que a família dele tinha penduradas na parede. Ele pegou uma delas e brincou: ‘Já pensou se tivesse uma bala, Maicon?’. E atirou. Eu falei para ele não brincar com isso, mas ele atirou, eu virei o rosto e a bala subiu. Se eu não tivesse virado, a bala teria pegado no meio do olho”, relembrou o artista.

Maicon explicou que a bala, até hoje, não pode ser retirada, pois está alojada entre os nervos da audição e da visão. “Se tu colocar a mão aqui [na têmpora esquerda] tu sente a bala. Eu não pude tirar porque está entre os nervos da visão e da audição. A gente tentou tirar, mas na hora que o médico viu, ele disse que era melhor não tirar porque podia romper uma das duas veias e eu poderia ficar cego ou surdo.”

Mas essa não foi a única adversidade que o sertanejo passou. Em 2000, ele sofreu um acidente grave de micro-ônibus após o veículo atingir um caminhão em alta velocidade na rodovia, no Rio Grande do Sul. “Os ferros do ônibus atingiram o meu peito. Na hora eu entrei em coma, fiquei oito dias, paralisei o lado esquerdo e tive que reaprender a movimentar. Hoje, estou bem, nunca fica 100%, mas estou bem”, disse Maicon, em tom de brincadeira.

 

R7