Polícia prende mais quatro pessoas por envolvimento na morte de Djidja Cardoso, ex-Sinhazinha do Boi Garantido

Entre os detidos estão o ex-namorado e o personal trainer da vítima

Foto: Reprodução

A polícia prendeu, nesta sexta-feira (7), mais quatro suspeitos de envolvimento no caso da morte de Djidja Cardoso, ex-Sinhazinha do Boi Garantido, no Amazonas. Entre os detidos estão o ex-namorado e o personal trainer de Djidja.

Athos Silveira, um dos detidos, trabalhava como personal trainer da ex-Sinhazinha e do irmão dela, Ademar Cardoso. Outro detido, Bruno Roberto, é ex-namorado de Djidja, que dirigia o carro dela no mesmo dia do velório da musa do Boi Garantido, que morreu em 28 de maio. O veículo foi abandonado. A polícia investiga a suposta participação dos homens no crime.

Também foram presos, nesta nova fase da investigação, dois funcionários da clínica veterinária suspeita de fornecer a droga para a família da ex-Sinhazinha. Já estavam presos a mãe de Djidja, Cleusimar, o irmão, Ademar, e duas funcionárias do salão de beleza da família.

Didja foi encontrada sem vida, na casa onde morava, em Manaus. A suspeita é de overdose por cetamina, um anestésico veterinário, que causa alucinações.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia