Sobe para três o número de lotes contaminados da cerveja Belorizontina

Foto : Divulgação

Novos laudos da Polícia Civil de Minas Gerais indicam contaminação em mais um lote de cervejas da marca Belorizontina, da Backer. Agora, subiu para três o número de lotes que apresentaram presença do dietilenoglicol.

Foi confirmada hoje (13) a quarta pessoa, que teria consumido a bebida, em que foi identificada a substância no organismo. As investigações apuram ainda outros sete casos. Ao todo, foi uma morte e 10 internações.

O  dietilenoglicol pode provocar insuficiência renal e hepática, além de levar à morte. O Ministério da Agricultura apreendeu 16 mil litros da cerveja e determinou o fechamento cautelar da Cervejaria Backer.

*M1