‘Dói respirar’, diz jovem negro baleado pelas costas por policiais nos EUA

Baleado pelas costas durante ação policial em Wisconsin, nos Estados Unidos, o jovem negro Jacob Blake gravou um vídeo no hospital no qual relata a dificuldade de se recuperar dos ferimentos feitos pelos disparos.

“Dói respirar, dói dormir, dói quando sou virado, dói comer”, diz Blake na gravação, feita pelo advogado dele e publicada nas redes sociais na noite deste sábado (5).

“Eles podem tirar sua vida assim [estalar de dedos], cara, e não apenas sua vida, suas pernas – algo de que você precisa para andar e continuar a vida”, afirma o jovem, que ficou sem o movimento das pernas por causa dos tiros. Apesar dos ferimentos, a vítima diz que “há muito mais vida para viver”.

“Por favor, mudem suas vidas aí fora. Podemos estar juntos, ganhar algum dinheiro, tornar tudo mais fácil para o nosso povo lá fora, cara, porque muito tempo foi perdido”.

Os disparos, ocorridos no dia 23 de agosto, foram feitos na frente de seus três filhos por um policial que atirou cerca de oito vezes. A ação foi filmada por testemunhas, e os dois policiais que tentaram prender Blake foram suspensos.

O caso reacendeu as manifestações de rua que tomaram conta dos Estados Unidos após a morte de George Floyd, cidadão negro morto após um policial branco se ajoelhar no pescoço dele.

Em Kenosha, cidade onde Blake foi baleado, os protestos começaram de forma pacífica, mas tiveram escalada na violência, que culminou na morte de duas pessoas em 25 de agosto. Um jovem branco de 17 anos, partidário do presidente dos EUA, Donald Trump, foi preso e acusado dos assassinatos.

BN




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *