Papa Francisco se pronuncia após polêmica sobre homossexualidade e pecado

Papa Francisco é internado para cirurgia, revela Vaticano
Foto: Fillipo Monteforte

O papa Francisco esclareceu os recentes comentários feitos sobre homossexualidade e pecado, dizendo que ele estava se referindo ao ensino moral católico oficial de que qualquer ato sexual fora do casamento é pecado. Em nota na sexta-feira, 27, o pontífice argentino lembrou que esse ensino também está sujeito a circunstâncias que podem eliminar o sacrilégio.

O papa fez os comentários pela primeira vez em uma entrevista à agência de notícias Associated Press na terça-feira, 24, na qual declarou que as leis que criminalizam a homossexualidade eram “injustas” e que “ser homossexual não é crime, mas pecado”.

Suas palavras foram repassadas por ativistas LGBTQIA+ como um marco que ajudaria a acabar com o bullying e a violência contra as pessoas da comunidade. Mas quando se referiu ao “pecado” levantou questões sobre se ele acreditava que o mero fato de ser gay era em si um pecado.

Em sua nota, Francisco reafirmou que a homossexualidade “não é crime” e disse que falou “para sublinhar que toda criminalização não é boa nem justa”.

Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícias.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia