Estado Islâmico assume autoria de explosões no Irã

Foto: reprodução

O Estado Islâmico (ISIS, na sigla em inglês) assumiu a responsabilidade pelas duas explosões perto do local onde está enterrado o corpo do comandante militar Qasem Soleimani no sul do Irã, de acordo com o grupo de monitoramento terrorista SITE (The Search for International Terrorist Entities).

Pelo menos 84 pessoas foram mortas e 284 feridas nas explosões na quarta-feira (3), informou a agência estatal de notícias IRNA, no que foi o ataque mais mortal no Irã desde a revolução de 1979.

O ISIS emitiu um comunicado na quinta-feira (4) – mais de 24 horas após as explosões – alegando que dois homens-bomba haviam detonado seus coletes explosivos enquanto uma cerimônia lembrava o quarto ano do assassinato de Soleimani perto de seu túmulo em sua cidade natal, Kerman.

O grupo não ofereceu mais provas e seu relato das explosões difere do dado na mídia iraniana.

O presidente do Irã, Ebhrahim Raisi, culpou Israel pelas explosões e advertiu que pagaria um “preço alto.” Os militares israelenses disseram à CNN que não tinham “comentários” sobre o assunto.

Antes da declaração do Estado Islâmico, analistas e um funcionário dos EUA informaram que a explosão tinha as marcas de um ataque terrorista.

“Parece um ataque terrorista, o tipo de coisa que vimos o ISIS fazer no passado”, disse o oficial.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia