Ronnie Lessa, assassino confesso de Marielle Franco, permanecerá preso por mais 13 anos

Ronnie Lessa, o assassino confesso da vereadora Marielle Franco. Foto: reprodução

Ronnie Lessa, o assassino confesso da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, deverá cumprir mais 13 anos de prisão, conforme o acordo de delação premiada firmado com a Justiça. No total, o encarceramento em regime fechado de Lessa será de 18 anos, dos quais ele já cumpriu uma parte, estando preso desde 12 de março de 2019. Ele deverá passar para o regime semiaberto em 12 de março de 2037.

Após o período em regime semiaberto, previsto para durar dois anos, Lessa ainda cumprirá 10 anos em liberdade condicional. Atualmente, ele está detido no Presídio Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. No entanto, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ordenou sua transferência para o presídio de Tremembé, em São Paulo, onde ficará em uma área específica para presos em situação de risco.

O acordo de delação premiada de Lessa inclui a unificação de vários processos em sua pena, abrangendo os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes, a tentativa de homicídio da assessora da vereadora, Fernanda Chaves, os homicídios de André Henrique da Silva Souza (vulgo Zóio) e Juliana Sales de Oliveira, além de crimes de lavagem de dinheiro e tráfico internacional de armas.

O acordo de delação premiada foi assinado em 16 de fevereiro de 2024 por 11 autoridades, incluindo representantes da Polícia Federal, da Procuradoria Geral da República e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), além de Lessa e seu advogado.

 



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia