Na Bahia, 51 urnas já foram substituídas no primeiro turno das eleições municipais

[Na Bahia, 51 urnas já foram substituídas no primeiro turno das eleições municipais]  Foto: Agência Brasil / Yasmin Garrido

Até às 14h deste domingo (15), 51 urnas já haviam sido substituídas na Bahia, após registrarem problemas, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). No Brasil, já foram 1,7 mil urnas substituídas, segundo informações do último relatório divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entre as urnas que precisaram ser trocadas, 12 máquinas estavam localizadas em Salvador, Feira de Santana (03), Seabra (01), Jequié (04), Chorrochó (01), Santo Estevão (02), Itaberaba (01), Araci (01), Vitória da Conquista (04), Barra do Choça (01), Anguera (01), Formosa do Rio Preto (01), Alagoinhas (02), Santo Estevão (01), Abaré (01), Biritinga (01), Guanambi (01), Serrinha (01), Nova Fátima (01), Barra da Estiva (01), Coronel João Sá (01), Barrocas (01), Mortugaba (01), Teofilândia (01), Cristópolis (01), Barra do Mendes (01), Itororó (01), Formosa do Rio Preto (01), Itajú do Colônia (01), Jaguaquara (01), Ipirá (01) e Itabuna (01).

Salvador é o maior colégio eleitoral do estado, com quase 1,9 milhão de eleitores aptos a votar. Em caso de segundo turno, a nova votação será em 29 de novembro. Este ano foi registrado o segundo maior número de candidatos concorrentes (9), abaixo apenas de 2004, quando foram 10 nomes na disputa.

Ocorrências
Além do problema com as urnas, a Justiça Eleitoral está de olho em irregularidades que possam acontecer nos locais de votação de todo o país. Até às 14h, segundo dados do TSE, já foram registradas 252 ocorrências, sendo 66 delas com prisão – 30 de candidatos e 36 de eleitores.

Na Bahia, já são 67 ocorrência, sendo apenas 2 delas com prisão de eleitores. Os principais problemas são boca de urna, transporte ilegal de eleitores e o que o TSE chama de ‘outros motivos’. Por transporte ilegal de eleitor, ocorreu uma prisão na cidade de Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, e o suspeito foi conduzido ao Fórum Eleitoral do município.

As prisões de candidatos no país aconteceram em Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

Fonte: BN




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *