Doria critica Bolsonaro após ataque a presidente da OAB e lembra de exílio do pai

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou Jair Bolsonaro (PSL) após a declaração do presidente da República sobre o pai do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, desaparecido durante a ditadura militar.
O tucano disse que considera “inaceitável” e “infeliz” a fala de Bolsonaro. “Eu sou filho de um deputado cassado pelo golpe de 64 e eu vivi o exílio com o meu pai que perdeu quase tudo na vida em dez anos de exílio pela ditadura militar. Inaceitável que o presidente da República se manifeste da forma como se manifestou em relação ao pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. Foi uma declaração infeliz do presidente Jair Bolsonaro”, criticou Doria.
Bolsonaro disse que “um dia” contará ao presidente da OAB como o pai do jurista desapareceu na ditadura militar, caso a informação interesse ao filho. “Um dia se o presidente da OAB [Felipe Santa Cruz] quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Eu conto para ele”, afirmou.

*BN