Gilmar segue Lewandowski e absolve Geddel e Lúcio do crime de associação criminosa

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, também votou pela absolvição de Geddel e Lúcio Vieira Lima pelo crime de associação criminosa. O processo é referente aos R$ 51 milhões encontrados em Salvador.

Segundo ele, não há provas de que os irmãos e a mãe, Marluce, se uniram para cometer crimes. Sobre a lavagem de dinheiro, no entanto, Gilmar Mendes se uniu aos outros ministros e votou pela condenação.

Antes dele, Ricardo Lewandowski também entendeu só haver indícios do crime de lavagem. Assim, são dois votos por condenação por associação criminosa e lavagem de dinheiro (Edson Fachin e Celso de Mello) e dois por condenação somente à lavagem de dinheiro.

Ainda resta o voto de Cármen Lúcia, que também integra a Segunda Turma do STF.

*Bahia.Ba