Mulher grava vídeo logo após matar companheiro atropelado: “Matei porque ele falou que eu ia morrer”; assista

Uma mulher foi presa em flagrante após matar o companheiro atropelado na noite de sábado (28), em Ituverava, interior de São Paulo. Cláudia Aparecida Fernandes Nascimento, 47 anos, gravou um vídeo onde confessa o crime e diz que foi ameaçada pelo companheiro. “Matei. Matei porque ele falou que eu ia morrer”, diz ela nas imagens, que circularam nas redes sociais. Cláudia aparentava estar transtornada e afirmou que bebeu antes de dirigir. Ela foi indiciada por homicídio qualificado doloso e embriaguez ao volante. De acordo com a polícia, Cláudia atropelou Adriano Joaquim Sampaio, 45 anos, logo que o encontrou na frente da casa dela, por volta das 20h40. Segundo testemunhas, Adriano tentou levantar para fugir, mas foi atingido novamente pelo carro dirigido por Cláudia. Ele ficou preso às ferragens após ser arrastado por alguns metros. A acusada gravou um vídeo em que fala do atropelamento e diz que tinha medida protetiva contra Adriano que a ameaçava constantemente de morte. “Se eu tiver que chorar eu vou chorar, porque eu amo, mas de arrependimento eu não vou chorar. Ele me fez sofrer”, afirma.

Durante a gravação, dá para ouvir sirenes ao fundo, sinalizando a chegada da polícia.

Neste domingo, ela passou pela audiência de custódia e já foi encaminhada para a penitenciária feminina de Guariba (SP). Com informações do Correio.

https://www.youtube.com/watch?v=jDud8cJuq8w&feature=emb_title