Brasil tropeça no pré-olímpico de polo aquático masculino

A caminhada até a Olimpíada de Tóquio (Japão) não começou como a seleção masculina de polo aquático esperava. Nesta segunda-feira (15), o Brasil foi superado pela Grécia por 15 a 8, sofrendo a segunda derrota em dois jogos no pré-olímpico da modalidade, disputado em Roterdã (Países Baixos). No último domingo (14), a equipe nacional perdeu do Canadá por 11 a 7.

Com os tropeços, os brasileiros ocupam o quinto e último lugar do Grupo A do pré-olímpico. Os quatro primeiros avançam às quartas de final, onde terão pela frente as quatro seleções mais bem classificadas entre as seis do Grupo B. Os dois finalistas da competição, mais o terceiro colocado, garantem vaga em Tóquio.

Diante dos gregos, o Brasil sofreu com a força ofensiva dos adversários e terminou o primeiro tempo sete gols atrás. Depois do intervalo, os brasileiros até equilibraram o jogo, mas a desvantagem da etapa inicial fez a diferença. Cada time balançou as redes cinco vezes e os europeus conquistaram a segunda vitória em duas partidas. Guilherme Gomes (três), Rafael Real, Bernardo Gomes (dois ambos) e Gustavo Coutinho marcaram os gols verde e amarelos no duelo.

O Brasil tem mais dois compromissos pela primeira fase. Nesta terça-feira (16), às 9h (horário de Brasília), a seleção comandada pelo técnico André Avallone pega Montenegro. Na quarta-feira (17), às 13h30, a equipe encara a Geórgia. Os brasileiros ainda fariam um quinto duelo na quinta-feira (18), contra a Turquia, mas os rivais foram desclassificados após quatro jogadores testarem positivo para o novo coronavírus (covid-19). O regulamento previa eliminação em caso de três ou mais incidências do vírus em membros de qualquer delegação.

Fonte: Agência Brasil