Em primeira sessão do ano do STF, Fux diz que ‘racionalidade vencerá obscurantismo’

                                                                                         Foto : SCO/STF

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou hoje (1º) que a vacina vencerá o coronavírus e que a “racionalidade vencerá o obscurantismo”. A afirmação foi dada durante a sessão de abertura do ano judiciário.

Fux pediu um minuto de silêncio em homenagem às mais de 200 mil vítimas de Covid-19 no Brasil e em seguida, afirmou: “Não tenho dúvidas de que a ciência, que agora conta com a tão almejada vacina, vencerá o vírus; a prudência vencerá a perturbação; e a racionalidade vencerá o obscurantismo.”

Sentado ao lado do presidente Jair Bolsonaro, Fux criticou o “negacionismo” e os que minimizam os efeitos da pandemia, que, até este domingo (31), já tinha provocado 224 mil mortes, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa.

“Não devemos ouvir as vozes isoladas, algumas inclusive no âmbito do Poder Judiciário — confesso, fiquei estarrecido com o pronunciamento de um presidente de TJ minimizando as dores desse flagelo —, pessoas que abusam da liberdade de expressão para propagar ódio, desprezam as vítimas e desprezam de forma, através do negacionismo científico, o problema grave que vivemos. É tempo de valorizarmos as vozes ponderadas, confiantes e criativas que laboram diuturnamente, nas esferas pública e privada, para juntos vencermos essa batalha”, disse Fux.

O presidente do STF declarou ainda que a Corte não hesitará em ajustar o calendário de julgamentos em “situações excepcionais” ligadas à pandemia.

Fonte: Metro1