Após aumento no número de encomendas, Correios decidem manter os preços

Após aumento no número de encomendas, Correios decidem manter os preços
Foto: Elza Fiuza / Agência Brasil

Os Correios registraram um aumento de 40% no volume de encomendas em relação ao ano de 2021. De acordo com a estatal, o crescimento do segmento foi potencializado pela pandemia, que restringiu a circulação de pessoas e afetou o comércio convencional.

Em nota, os Correios informaram que já se preparavam para acompanhar as transformações do setor e que o aumento da demanda por serviços de entrega não prejudicou suas operações.

“Nesse contexto, a empresa anuncia que, pelo segundo ano consecutivo, não efetuará reajuste nos preços de encomendas nacionais e internacionais, tais como SEDEX, PAC e serviços de importação e exportação. Ademais, em 420 cidades, haverá a redução dos valores praticados a partir do próximo dia 31”, informa a nota.

Floriano Peixoto, presidente dos Correios, afirma que a empresa espera permanecer como a maior parceira do e-commerce nacional.

Fonte: Bahia Notícias