Deputado denuncia filme brasileiro que faz piada com pedofilia: ‘Asqueroso’

Deputado denuncia filme brasileiro que faz piada com pedofilia: ‘Asqueroso’

O deputado estadual do Ceará, André Fernandes (PL), utilizou as redes sociais, neste domingo (14), para fazer uma denúncia sobre um filme brasileiro disponibilizado pela Netflix. O longa ‘Como se tornar o pior aluno da escola’ foi duramente criticado pelo parlamentar, que denunciou uma cena que faz apologia à pedofilia.

“Que nojeira! Me faltam até palavras pra falar sobre isso. Atenção pais e mães: vejam o que o filho de vocês estão assistindo. Quer dizer que uma criança que se nega a fazer esse tipo de coisa é uma criança retrógrada? Quer dizer que uma criança que se nega a fazer esse tipo de coisa é uma criança preconceituosa? Quer dizer que esse tipo de coisa é super normal e as crianças precisam abrir a cabeça? Senhores, que nojeira! Isso é pedofilia! Isso é abuso sexual. Abuso de menores, abuso infantil! Isso não pode ficar impune”, disse André.

O parlamentar fez o comentário após mostrar uma cena, onde o diretor da escola, personagem interpretado por Fábio Porchat, incita os dois protagonistas a masturbá-lo para se livrar de possíveis punições.

Ainda por meio do Twitter, André revelou que o caso chegou ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. “A ministra Damares já está cuidando do caso! Acabei de conversar com ela. Essa explícita apologia ao abuso sexual infantil, encenado por Fábio Porchat, no filme que está no catálogo da Netflix, não pode ficar impune”, acrescentou.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, o delegado Anderson Torres também se manifestou nas redes sociais sobre o filme. Segundo ele, o governo já está tomando “providências cabíveis para o caso”.

“Assim que tomei conhecimento de detalhes asquerosos do filme ‘Como se tornar o pior aluno da escola’, atualmente em exibição na Netflix, determinei imediatamente que os vários setores do Ministério da Justiça adotem as providências cabíveis para o caso”, escreveu Torres no Twitter.

Assista:

 

*Bahia.Ba