Obras públicas e retomada da economia devem impulsionar construção civil em 2021

A economia do Brasil ainda apresenta uma expectativa de queda do PIB grande, porém alguns setores da economia estão mais otimistas com esse período pós-pandemia. Dentre eles o setor da construção civil, que vê em 2021 com bons olhos no tocante a recuperação do poder econômico do país e a consequente implementação de obras publicas e infraestrutura

Carlos Marden, presidente do Sindicato da Indústria da Construção da Bahia – Sinduscon-Ba, acredita que 2021 o setor vai manter uma curva de crescimento, já obtida no ultimo trimestre desse ano, com destaque para o setor imobiliário e o setor de vendas de materiais de construção, que são alicerces fortes para a retomada do segmento na Bahia e no Brasil.

“A expectativa do nosso setor, sobretudo da incorporação imobiliária nesse período pós-pandemia, é de retomada firme de negócios prenunciando crescimento para a partir de 2021, devido principalmente à queda da Selic. No tocante às obras públicas de infraestrutura, registramos que estão todas tendo a sua devida continuidade, e para a partir do próximo ano esperamos contar com a implementação de importantes projetos”, disse.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu 1,71% em outubro e ficou 0,27 ponto percentual acima da taxa de setembro, quando registrou 1,44%. O resultado é a maior elevação do ano. De acordo com o IBGE, o crescimento de 3,17% da parcela de materiais influenciou a alta dos custos, com aumento generalizado em diversos produtos, acelerando as elevações já registradas em julho (0,48%), agosto (1,60%) e setembro (2,55%).

Fonte: Bahia Econômica