Dólar cai a R$ 5,337, menor valor desde janeiro; Bolsa também tem queda

Um dia após bater sua mínima desde fevereiro, o dólar emendou sua segunda queda consecutiva, hoje de 0,47%, fechando o dia cotado a R$ 5,337 na venda. É o menor valor de fechamento para a moeda americana desde 26 de janeiro, quando encerrou a sessão aos R$ 5,327. Só nesta semana o dólar acumula baixa de 2,93%, que responde por mais da metade da desvalorização de todo o mês de abril — 5,19%.

O Ibovespa, por sua vez, terminou o dia em queda de 0,82%, aos 120.065,75 pontos, contrastando com a alta de 1,39% registrada ontem. A semana é negativa para o principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3), que soma baixa de 0,39% desde segunda-feira (26). Destaque positivo para as ações da B2W Digital (BTOW3), que subiram 7,69% no pregão, e negativo para os das Lojas Americanas (LAME4), que caíram 5,17%. Ontem, as duas empresas anunciaram um acordo de fusão, abrindo caminho para uma eventual listagem nos Estados Unidos.

Emprego no Brasil

No Brasil, investidores chamavam a atenção para os recentes dados econômicos, que, aliados a algum alívio na frente fiscal após a sanção do Orçamento de 2021, poderiam ser fator de alívio para o real no curto prazo.

O balanço do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgado ontem apontou a criação de mais de 184 mil vagas de emprego formais no Brasil em março — o que reforça a visão de que “a piora da atividade econômica é temporária”, segundo o Bradesco.

Fonte: Reuters