Gás de cozinha vai ficar mais caro: Petrobras aumenta preço na refinaria e consumidor deve pagar a conta

Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília

O “carro do gás passando na sua rua” está anunciando preços mais salgados nos últimos meses, como você já deve ter reparado. Já não é raro encontrar botijões de 13 kg vendidos a mais de R$ 100 –na região Norte, por exemplo, o preço chega a R$ 113.

Em maio, o preço do gás de cozinha subiu 1,24%, em média, em todo o Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Já o gás encanado teve aumento de 4,58%.

Segundo informações da Agência Brasil, a Petrobras vai aumentar o preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o chamado gás de cozinha, em 5,9%, conforme anunciado nesta sexta-feira (10). Na prática, o valor pago nas refinarias passará a ser de R$ 3,40 o quilo, a partir de segunda-feira (14/6).

Esse reajuste será pago pelas distribuidoras, que deverão encarecer o botijão vendido às pessoas. Ainda não há informação de quanto a mais será pago pelo consumidor, pois isto varia de acordo com a empresa ou estado.

Mais cedo, a petroleira havia informado um recuo de 2% no preço médio da gasolina a partir de sábado (12), e a manutenção do valor médio do diesel. Segundo a agência de notícias Reuters, esse aumento segue o equilíbrio com o mercado internacional e acompanha as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo.

“O alinhamento dos preços ao mercado internacional é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”, frisou a companhia.