Brasil registra recorde de geração de empregos em 2024

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O mercado de trabalho brasileiro vive um momento de forte expansão, com a criação de 244.315 vagas com carteira assinada em março de 2024. Esse resultado positivo consolida um primeiro trimestre histórico, com 719.033 novos empregos formais, um aumento de 34% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados, divulgados nesta terça-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), revelam um cenário promissor para a economia nacional.

Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, o melhor resultado do Caged para março desde 2020 demonstra a retomada da economia e a geração de oportunidades para os trabalhadores brasileiros. Ele ressalta que este 1º de Maio deve ser um momento de reafirmação da luta por melhores condições de trabalho para a classe trabalhadora.

O setor de serviços lidera a expansão, com a criação de 148.722 novas vagas. Comércio (37.493), indústria (35.886) e construção civil (28.666) também registram números positivos. A agropecuária, por outro lado, apresenta queda (-6.457 postos), devido à sazonalidade do setor.

A maioria das oportunidades foi ocupada por mulheres (124.483), enquanto 119.832 vagas foram preenchidas por homens. A faixa etária com maior saldo positivo foi a de 18 a 24 anos (138.901 postos). Em termos regionais, todas as unidades da federação registraram crescimento no número de empregos formais, com exceção de Alagoas (-9.589 vagas) e Sergipe (-1.875). Já em números absolutos, São Paulo (76.941 vagas), Minas Gerais (40.796) e Rio de Janeiro (22.466) se destacam.

O valor médio dos novos cargos foi de R$ 2.081,50, com ligeira queda real em relação ao mês anterior (-R$ 5,25). Apesar dessa pequena oscilação, o mercado de trabalho brasileiro está em alta, com perspectivas positivas para o futuro da economia.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia