Como as discussões entre os pais podem prejudicar os filhos

As discussões entre os pais podem afetar os filhos, mesmo quando os primeiros já não estão juntos. É o que sugere um estudo da University of Sussex. As tensões mal resolvidas entre os progenitores têm impacto na saúde mental a longo prazo e no bem-estar da criança.

Os investigadores sugerem que pais conflituosos são mais agressivos para os seus filhos e menos receptivos às suas necessidades.

De acordo com o estudo e como reporta o Independent, as crianças que são expostas ao conflito severo, de longa duração e contínuo entre os seus pais podem tornar-se agressivas, hostis e violentas e em casos mais graves desenvolver baixa auto-estima, ansiedade, depressão e até pensamentos suicidas.

O seu desenvolvimento acadêmico também sofre, afetando ainda o seu desenvolvimento social e de capacidades emocionais.

*NM