FIES: Passo a passo para inscrição nas bolsas remanescentes

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) volta a receber inscrições para as 50 mil vagas remanescentes a partir da próxima segunda-feira (26). A decisão foi comunicada pelo Ministério da Educação (MEC) no último dia 13 desse mês.

O processo foi suspenso pelo MEC após instabilidades no site do programa que dificultaram a inscrição dos participantes. Com isso, o prazo final que havia sido estabelecido para 13 de novembro foi revogado. De acordo com o MEC, os alunos que conseguiram realizar a inscrição antes da suspensão não serão prejudicados. As datas de inscrição variam conforme o perfil do aluno:

  • 26 e 27 de outubro: apenas candidatos de áreas de conhecimento prioritárias (cursos de saúde, engenharias, licenciaturas e ciências da computação);
  • de 28 de outubro a 3 de novembro: candidatos ainda não matriculados em instituições de ensino superior;
  • de 28 de outubro a 27 de novembro: candidatos que desejam financiar as mensalidades no curso e turno em que já estão matriculados atualmente.

Como se inscrever

  • Acesse a Página do Fies
  • Faça seu login pelo Gov.br;
  • Em seguida, basta escolher a sua primeira opção do grupo de preferência. Ainda é possível que o candidato indique a ordem de prioridade até três opções de curso/turno/local de oferta/instituição de ensino;
  • Conclua a sua inscrição.

Quem pode participar?

Para participar, é preciso ter realizado alguma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010. A pontuação mínima exigida é de 450 pontos na média do exame. Não pode ter zerado a redação.

É preciso também ter renda mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa da família.

Podem concorrer às vagas os candidatos que ainda não estão no ensino superior. Os candidatos que possuem matrícula, mas não tem condição de financiar o curso, podem se candidatar a uma vaga também.

Como funciona o Fies

O Fies atua com a disponibilização de financiamento a estudantes que desejam ingressar no ensino superior privado, mas não têm condições de pagar as mensalidades durante o curso.

A dívida do Fies pode começar a ser paga a partir do momento que o estudante formado encontra um trabalho formal. Com isso, as parcelas da dívida são descontadas diretamente da folha de pagamento.

Diversos fatores são levados em conta na hora de calcular o valor da parcelas. Quesitos como preço das mensalidades, a duração do curso, a renda do estudante, o percentual financiado, por exemplo, são levados em conta.

Apesar da variação enorme, todas as regras podem ser encontradas no contrato que o estudante faz com o Fies.