Programa de Atenção à Saúde do Professor realiza atendimento on-line para educadores, servidores e estudantes da rede estadual

O Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), continua realizando atendimento para professores, servidores e estudantes da rede estadual, com o acompanhamento da equipe multidisciplinar nas áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Serviço Social, Psicologia e Nutrição. Os atendimentos, por causa da pandemia pelo novo Coronavírus, acontecem através do Google Meet, em grupo e individualmente. De acordo com a superintendente de Recursos Humanos da Educação, Rosário Muricy, o Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor é uma iniciativa importante que tem como proposta central acolher, reabilitar, prevenir e promover a saúde dos envolvidos. ”Estamos realizando acolhimento, lives, oficinas e encontros on-line direcionados aos servidores, professores, estudantes e toda a comunidade escolar. É crucial o direcionamento dos olhares para a perspectiva preventiva. Já foram realizadas 5.508 consultas individualizadas com psicólogos do programa, além de campanhas com o objetivo de conscientizar as pessoas a respeito da importância dos cuidados com a saúde, buscando a prevenção. Já realizamos 1.087 oficinas, com 18.113 participantes, envolvendo 687 escolas de  269 municípios”, explica a superintendente.Para a professora do município de Senhor do Bonfim, Sheila Lima, a iniciativa está sendo uma ferramenta imprescindível para que ela supere o momento com mais leveza. “Os encontros são essenciais para mim, pois, têm ajudado muito. Já vinha com um quadro de ansiedade e alguns problemas alérgicos por causa de estresse e, quando veio a pandemia, tive vários sentimentos, como medo, angústia e impotência. Os atendimentos serviram para que eu pudesse compreender a situação e não entrar novamente em um quadro de estresse”, relata a educadora, que ensina Biologia no Centro Estadual em Educação Profissional em Saúde Tancredo Neves.Marisa da Conceição, professora do Colégio Estadual Monsenhor Manoel Barbosa, em Salvador, fala que o programa tem sido importante em seu cotidiano e vem fornecendo elementos que ajudam em sua rotina. “Na terapia em grupo, temos aprendido ferramentas que promovem mudanças de atitudes e julgamentos no nosso dia a dia. Fazemos exercícios para tratar as nossas questões e conflitos. Com a terapia individual, aprendi que muitas das minhas atitudes e comportamentos são resultados do que aconteceu na minha história e, quando tratei do problema, me transformei em uma pessoa mais calma e confiante. Aprendi a ser mais feliz e abraçar o lado bom que o universo me envia. Gratidão total à Secretaria da Educação por este programa. Espero que ele continue e se expanda para ajudar cada vez mais as pessoas”.
Para Lívia Figuerêdo, uma das psicólogas que atende no programa, o ponto alto do projeto é a perspectiva educativa e preventiva em saúde mental. “Temos feito oficinas de acolhimento em grupo com as temáticas e escutas, com apoio psicológico individual que tem duração de até 30 minutos. As pessoas têm a oportunidade de falar sobre suas inquietações e angústias e de ter a sua experiência afetiva acolhida, recebendo apoio e orientação.”
Atendimento psicológico – Os professores e servidores da rede estadual de ensino podem solicitar atendimento psicológico on-line individualizado, através do e-mail:  [email protected].  Para isso, é necessário informar a matrícula, o nome, o telefone e a escola em que o interessado está lotado. Após a solicitação via e-mail do agendamento, o servidor é direcionado a um psicólogo para o atendimento, que é realizado por telefone, WhatsApp ou Google Meet, com horário marcado e de acordo com a disponibilidade da agenda.Foto: Ilustrativa
Assessoria de Comunicação
Secretaria da Educação do Estado da Bahia