“Caso isolado”, defende infectologista sobre diagnóstico de Covid em primeira semana de aulas na Bahia

Foto: Carol Garcia / GOVBA

Já na primeira semana de volta às aulas na Bahia, um colégio estadual, em Dias D’Ávila, já teve que interromper as suas aulas, devido à confirmação de um diagnóstico da Covid-19 em uma professora. Segundo a médica Clarissa Cerqueira, a situação, apesar de esperada, se configura como “um caso isolado”.

“Isso foi um caso isolado, a gente já esperava que poderia acontecer, afinal a doença não acabou, a pandemia não acabou, ela simplesmente está mais controlada. Então, alguns casos esporádicos podem vir a acontecer”, indica Clarissa.

Segundo a especialista, o caso é um reflexo da transmissão na população geral do estado e não significa que a reabertura das escolas não seja segura, pelo contrário. ”Se os casos voltarem a subir, o fechamento das escolas pode acontecer, porém no momento atual ainda é seguro a gente permanecer com essas escolas reabrindo, mantendo essas medidas todas de prevenção. Até porque muitas vezes há casos que não foram adquiridos na escola, e com as medidas sanitárias eles podem ser contidos dentro do ambiente escolar”, explica.

O colégio em questão, Colégio Estadual Dr. Luís de Moura Basto, suspenseu as aulas presenciais por dez dias consecutivos e já passou por processo de higienização, conforme os protocolos de segurança do coronavírus, informou a Secretaria de Educação da Bahia.

 

*M1