Brasileiro morre após ingerir etanol em plataforma da Petrobras

Um brasileiro morreu durante a travessia da China para o Brasil da plataforma P-70 da Petrobras. Segundo funcionários da estatal, um trabalhador de uma empresa terceirizada, a holandesa Boskalis, morreu a bordo por intoxicação, outros cinco também passaram mal, mas foram socorridos. Segundo a revista Veja, houve uma comemoração e, aparentemente, algumas pessoas ingeriram álcool, etanol mesmo, e um acabou falecendo. A Petrobras confirmou oficialmente as informações, e garante estar dando toda a assistência necessária.

Na hora do incidente, a plataforma navegava em águas internacionais, mas teve de fazer um desvio na altura de Durban, na África do Sul, para que as pessoas intoxicadas fossem atendidas por médicos que chegaram à embarcação de helicóptero. Segundo a Petrobras, o quadro delas é estável.

A P-70 é uma plataforma flutuante de produção, estoque e transferência de petróleo que será instalada no pré-sal da Bacia de Santos. A unidade tem capacidade de produzir 150.000 barris de óleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. A P-70 foi construída num estaleiro em Qinqdao, na China.

Publicidade

A estatal contratou uma empresa para realizar o transporte da P-70 da China ao Brasil. O método de transporte contratado foi o dry tow (reboque seco), o que significa que ela foi não conduzida por rebocadores oceânicos, mas por um navio semi-submersível para transporte de carga pesada. A plataforma pesa 78 mil toneladas, o que corresponde a 220 boeings 747. Segundo a Petrobras, essa modalidade reduz em cerca de 40 dias o tempo de viagem da China ao Brasil.  A estatal informou que o incidente “não impactou” o cronograma de implantação da P-70.