5ª noite de protestos nos EUA tem nova morte e desobediência a toque de recolher

Os Estados Unidos registraram ontem o quinto dia consecutivo de manifestações após a morte de George Floyd, segurança negro morto na segunda-feira (25) após uma ação policial em Minneapolis. Os protestos antirracistas se expandiram para grandes cidades, como Seattle, Los Angeles, Chicago, Cleveland, Dallas, Nova York e Atlanta e dezenas de outras.

Ao menos três pessoas foram baleadas durante protestos em Indianapolis —uma delas morreu. É a terceira morte relacionada às manifestações. Na noite de sexta-feira (30) um jovem de 19 anos e um agente federal também morreram baleados.

Até o momento, 25 cidades em 16 estados decretaram toque de recolher, entre elas Atlanta, Chicago, Filadélfia, Los Angeles, Miami, San Francisco e Minneapolis, berço das manifestações.

Em algumas cidades, foram registrados confrontos entre manifestantes e policiais, com bombas de gás lacrimogêneo e tiros de bala de borracha, além de viaturas incendiadas, prédios públicos depredados e saques. Centenas de pessoas foram presas em diversos locais.

A Guarda Nacional foi acionada por 13 estados e o distrito de Columbia para ajudar na contenção dos protestos. Ao todo, mais de 10 mil agentes devem ser destacados para atuar nessas regiões.

Fonte: UOL