Em 1º discurso após eleição, Trump promete vacina gratuita contra Covid-19

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez nesta sexta-feira (13) seu primeiro discurso após as projeções indicarem que ele perdeu para o democrata Joe Biden as eleições presidenciais de 2020.

O assunto, no entanto, não foi o pleito. Trump tratou da pandemia da Covid-19 e prometeu a distribuição de uma vacina contra a doença do novo coronavírus rápida e gratuita, citando o imunizante da farmacêutica Pfizer, em fase final de testes.

“Queremos garantir uma autorização de emergência em breve e o meu governo coordenará a distribuição da vacina. Ela deve ser aprovada rapidamente”, disse o presidente, que citou o número informado pela empresa na segunda-feira (9), de que seu imunizante teria sido eficaz para gerar anticorpos em 90% dos casos.

Trump falou que o fornecimento da vacina da Pfizer pode chegar a até 600 milhões de doses. No curto prazo, ele prevê distribuição de parte desse total prioritariamente para profissionais de saúde, idosos e pessoas em risco. Sem dar uma data exata, o presidente americano falou que isso será mais rápido do que ele esperava.

“Qualquer cronograma que eu tenha dito, será mais rápido que isso”, disse o presidente. Trump, no entanto, já chegou a dizer que os Estados Unidos teriam uma vacina eficaz contra a Covid-19 antes das eleições presidenciais, que aconteceram no dia 3 de novembro.

O presidente americano defendeu a condução do seu governo durante a pandemia do novo coronavírus.

Para ele, o alto número de casos dos EUA, o país com mais registros da doença no mundo, se deve ao fato de que os americanos testariam mais do que outras nações. “Nossos números são altos porque temos o maior programa de testagem do mundo”, argumentou.

Fonte: CNN