Motorista é morto após atropelar policiais no Capitólio nos EUA

Policial morto em ataque ao Capitólio, Billy Evans servia à corporação havia 18 anos Foto: Divulgação/Polícia do Capitólio dos EUA

O homem que investiu com um veículo contra barreira policial que fica em frente ao prédio do Capitólio dos EUA foi morto pela polícia. Antes, ele conseguiu esfaquear um dos policiais que faziam a segurança do local. O ataque aconteceu nesta sexta-feira (2). Fontes disseram à CNN que o suspeito se chamava Noah Green, e tinha 25 anos.

O prédio do Capitólio foi reaberto quase duas horas depois do anúncio do atentado. A cena do crime permanece com acesso restrito.

Green morreu em decorrência dos tiros que recebeu dos agentes ao avançar contra a barricada. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. A chefe em exercício da Polícia do Capitólio, Yogananda Pittman, confirmou que um dos policiais morreu após ser socorrido e levado ao hospital da região. De acordo com informações apuradas pela CNN, o segundo policial envolvido no ataque está internado.

Tropas do Exército foram enviadas ao local para reforçar a segurança. Ainda não há informações sobre a identidade do suspeito e a motivação do atentado.

A Polícia do Capitólio, que não realizava coletiva de imprensa desde a invasão ao Congresso norte-americano por apoiadores do ex-presidente Donald Trump, no dia 6 de janeiro, concedeu entrevista a jornalistas para fornecer mais informações sobre o ataque.

“Este tem sido um momento extremamente difícil para a polícia do Capitólio dos Estados Unidos depois dos eventos de 6 de janeiro, e agora dos eventos que ocorreram aqui hoje”, disse Yogananda Pittman. “Então, eu peço que você mantenha nossa família da polícia do Capitólio dos Estados Unidos em seus pensamentos e orações”.