Mulher para em hospital com chip de cachorro no estômago após comer churrasquinho de rua

Vereadora afirmou que mulher encontrou chip de identificação após consumir um espetinho na região central

Mulher para em hospital com chip de cachorro no estômago após comer churrasquinho de rua

A prefeitura de Santiago do Chile proibiu a venda de churrasquinho de rua após uma denúncia de que carne de cachorro teria sido oferecida para uma cliente.

A subprefeitura de Estação Central, no centro da capital, organizou uma batida na quinta-feira (7) e apreendeu alimentos e equipamentos de cozinhas irregulares.

A ação ocorre após uma vereadora ter afirmado que uma mulher encontrou um microchip de identificação, dos usados em cachorros, após consumir um espetinho.

Em uma sessão da câmara, ela pediu que fosse aumentada a fiscalização na área de Estação Central e pediu à população que não comam na rua.

O subprefeito responsável pela área, Felipe Muñoz, não citou a denúncia de que carne de cachorro poderia ter sido usada pelos vendedores, mas compartilhou fotos da apreensão em uma rede social.

Fonte: G1