Vereadores afirmam que pavimentação na Rua da Linha não segue as normas legais e Sônia Fontes diz que obra é regular

A obra de pavimentação asfáltica da Rua da Linha em Santo Antônio de Jesus  foi motivo de fiscalização dos vereadores Pedro de Teca e Chico de Dega nesta quarta-feira, 14. Segundo os edis a altura do asfalto deve ser de 5 cm, mas após medição não constou nem 3cm. No entanto, a Secretária de Infraestrutura frisou que a medição dos vereadores não foi feita da forma correta e que a empresa responsável trabalha de acordo com as normas técnicas.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o vereador Pedro de Teca comenta que por se tratar de uma obra publica não se tido a devida atenção. “O contrato de licitação diz que é 5m de asfalto, mas não chega se quer a 3 cm e o asfalto que deveria ser usado em um lado só da rua, vai acabar sendo utilizado em dois lados. É um descaso, essa rua vai deixar muito a desejar, é uma vergonha, um volume de dinheiro muito grande, mas vamos e caminhar o material ao Ministério Público”, disparou.

Em contato com a Secretaria de Infraestrutura , Sônia Fontes, ela reitera que toda a obra é assistida e acompanhada e os passos da pavimentação seguem a risca o que diz na licitação e na oportunidade fez um convite aos camaristas a voltarem na referida rua e fazer novamente a medição.

Mesmo após a fala da secretaria, o edil Chico de Dega frisou que a obra já teve liberação de verba e teme que mais dinheiro seja investido e não se tenha um retorno satisfatório. “Já foi pago R$800 mil nessa Rua da Linha e o que vemos é que a obra só tem apenas um passeio e deveria mudar até o nome para Rua das Tripas. Como vamos cruzar os braços e deixar o dinheiro do povo ser jogado fora”, questionou Chico de Dega.