HRSAJ reforça vínculo entre familiares e pacientes internados durante pandemia

Pacientes que dão entrada no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus (HRSAJ) com suspeita de Covid-19 (novo coronavírus) recebem assistência qualificada em fluxos estabelecidos exclusivamente aos casos.

Entre as medidas desenvolvidas, com o objetivo de assegurar a transparência dos processos e aproximar os familiares dos pacientes, o Serviço Social e equipe médica da unidade disponibilizam, diariamente, a partir das 15h, boletins médicos constando a evolução de cada paciente.

O contato entre os profissionais e familiares é feito via telefone. “Em entrevista realizada durante a admissão do paciente, o Serviço Social identifica quem são as pessoas que podem ser contatadas. Nesse momento, também é abordada a questão da transferência, quando o médico deixa a família ciente sobre a realização de regulação para Centros de Referência Covid-19 em Salvador, caso necessário”, explica o diretor médico do HRSAJ, Antônio Carlos Assunção Neto.

Todos os processos são realizados conforme protocolo estabelecido pelo Governo do Estado e obedecem a critérios técnicos definidos pelo Centro de Operações de Emergência da Secretaria de Saúde do Estado.

Humanização

Devido à necessidade de isolamento, o Serviço Social da unidade vem adotando estratégias para amenizar a saudade entre familiares e pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Com o apoio de equipe multidisciplinar, são realizadas atividades com a utilização de recursos audiovisuais, nas quais os familiares têm a oportunidade de escrever ou gravar mensagens para o paciente. “Estudos mostram que ao reproduzir mensagem ou vídeo feitos por um familiar próximo ao paciente, provoca-se um estímulo de valor cognitivo e emocional, contribuindo para minimizar a instabilidade emocional”, afirma a coordenadora de Serviço Social, Fernanda Macedo.

A acompanhante Maria José Vieira, de 50 anos, apoia a iniciativa. “Desde que a minha filha entrou na UTI, através desse trabalho dos boletins, a gente fica informado direitinho. A chamada de vídeo também foi muito boa. Gostei muito do trabalho que vocês vêm fazendo, porque aproxima a gente”, contou.

De acordo com a coordenadora do Serviço de Psicologia, Márcia Aquino, a iniciativa une qualidade do tratamento técnico à qualidade do relacionamento entre paciente, familiares e equipe multiprofissional. “Este contato com certeza gera impactos importantes na saúde emocional do paciente e também da família”, conclui.

Fonte: Ascom