SAJ: Fechamento do comércio gera apreensão de empresários, embora apoiem medida para conter avanço da Covid-19

Reunidos com o prefeito Rogério Andrade, na terça-feira (16/6), os representantes das entidades empresariais de SAJ manifestaram seu apoio a medida tomada pela administração no combate ao avanço da epidemia de coronavírus na cidade, embora defendam a possibilidade da não suspensão das atividades comerciais.
De acordo com nota das entidades empresariais, o momento agora é se preparar para a retomada das atividades. “Para voltarmos mais fortalecidos após esses 10 dias. Precisamos nos unir mais do que nunca no combate às aglomerações, desenvolver forte campanha junto à sociedade mostrando a importância do comércio para a sobrevivência das famílias, e acompanhar de perto a evolução da Covid-19 no município para prepararmos o nosso retorno a partir do dia 28”.
Durante o encontro com as entidades do comércio, o prefeito Rogério Andrade, após ouvir as argumentações da situação difícil na qual o comércio se encontra neste momento de pandemia, expôs dados epidemiológicos do município que indicam curva ascendente de contágio pela Covid-19, saindo de 89 para 176 casos confirmados, um crescimento de 97,75% nos últimos 10 dias (6/6 a 16/6), com aumento também no número de hospitalização.
´Para além do cenário epidemiológico, percebe-se que há também a pressão popular e o entendimento do governo estadual pela linha do fechamento do comércio, o que deixa nossa categoria menos fortalecida’, diz trecho da nota das entidades empresariais, assinada por Joel Santos Lessa, presidente da ACESAJ;  Ruben José de Araújo Barbosa, presidente da CDL, e Herivaldo Bittencourt Nery, presidente do SINCOMSAJ.
Fonte:  Andaiá.com