SAJ: Funcionária do Santa Júlia que testou positivo para Covid-19, foi a lotérica, supermercado e continuou atendendo sem saber que estava contaminada

“Não passou pela minha cabeça que era Covid-19”, afirma Valdinéia Santos Bonfim, a comerciária que testou positivo para coronavírus nesta terça-feira (02), em Santo Antônio de Jesus. O município registro no último boletim 61 pacientes infectados.

Em entrevista ao Programa do Valente, Valdineia disse que está bem de saúde. “Primeiro apareceu uma coceira em minha pele, acreditei se tratar de alergia, porque sou alérgica a camarão”, contou ao radialista Léo Valente.

A mulher não sabe dizer como foi infectada e relatou que durante esse tempo esteve em alguns lugares com bastante aglomeração e continuou a trabalhar. “Tive na Casa Lotérica para pagar minhas contas. Fui ao Banco e a supermercado, e continuei trabalhando, sempre usando máscara. As pessoas não tem medo dessa doença, estão em aglomeração, muito próximas”, relatou.

Ainda conforme Valdineia, ao persistirem os sintomas, procurou um médico ao perceber que estava com febre e falta de olfato e paladar e ressalta que não sentiu nenhum outro sintoma mais grave. “O médico me solicitou que fizesse o exame para Covid-19 e eu fiz porque tenho contato com muita gente, com meus pais e isso me preocupou”, acrescentou.

Valdineia salientou que recebeu o resultado do exame no trabalho, e que de forma espontânea comentou com colegas de trabalho sobre estar com a doença e permanecer assintomática. “O médico me ligou falando do resultado positivo e que eu estava imune e sem riscos. O doutor me aconselhou a ficar em casa em isolamento”, aponta.

Em relação ao boatos de que haviam mais pessoas na loja, trabalhando, com a doença, Valdineia disse que não é de seu conhecimento sobre o assunto, “tem muita gente comentando coisas que não são verdade. Continuei a trabalhar porque não estava sentindo nada que me fizesse pensar em coronavírus.

Ainda conforme a entrevistada, todos os funcionários da loja que tiveram contato direto com ela realizaram o exame e testaram negativo para o vírus.

A situação já foi passada para a Secretaria de Saúde e o Estabelecimento foi fechado para processo de desinfecção. Valdineia foi afastada do trabalho para processo de isolamento e quarentena.