Cigano morre no HRSAJ após tiroteio em acampamento; uma idosa morreu na hora

O cigano Adriano Dourado, de 27 anos, morreu no HRSAJ após tiroteio entre ciganos no acampamento que residem, próximo ao Clube dos 1.000, em Santo Antônio de Jesus, no final da tarde desta segunda-feira (07).  Ele é a segunda vítima fatal. A senhora Hélia Rodrigues Santana, de 74 anos, também foi atingida e morreu na hora.  Nanci Soares Dourado, de 49 anos, e Herbem Dorea Sampaio, de 49 anos, permanecem internados.

De acordo informações do repórter Antônio Carlos, os ciganos se desentenderam quando estavam tomando cerveja, e começaram a troca de tiros no acampamento que vivem.

De acordo informações da esposa de uma das vítimas, o suspeito de disparar os tiros está foragido.