“Mantivemos o índice em relação ao ano anterior”, diz delegada sobre casos de feminicídios em Santo Antônio de Jesus

 

delegada patrícia Jacques

 

25 de novembro é o Dia Internacional de Luta contra a violência à Mulher.  “O 25 de Novembro marca a luta de movimentos feministas pela conquista de direitos das mulheres e contra a violência à mulher”, explicou Dr. Patrícia Jacques, responsável pelo Departamento de Proteção à Mulher da Delegacia de Santo Antônio de Jesus, em entrevista ao repórter Antônio Carlos.

Por causa da pandemia, a delegada explicou que não foi possível desenvolver uma campanha Fale sem Medo, como ocorreu em anos anteriores. Este ano, o trabalho tem ocorrido a partir de lives e entrevistas à rádios.

De acordo com a delegada, a Lei Maria da Penha é um marco em termos de garantia e conquista de direitos por parte das mulheres, sendo considerada uma das melhores Lei em nível internacional.  Para ela, muitos direitos já foram conquistadas. “Mas em relação á violência, infelizmente, o Brasil está no ranking do 5º país que mais mata mulher no mundo. Ainda é preciso se debater muito sobre isso”, afirmou.

A delegada informou que 2020 foi um ano atípico . “Em Santo Antônio de Jesus,  mantivemos o índice em relação ao ano anterior, entretanto, tivemos um aumento de denúncias anônimas através do disk 180”, detalhou.