SAJ: “Dono do Atakarejo insiste pelo mesmo local, mas não é permitido por lei”, diz prefeito

30e49e3b-32ee-413b-b7d8-fc48c200bb8d
93392973-1362-496b-93a8-ddbe006d0f20

 

O prefeito Genival Deolino participou da reunião com a comitiva de chineses envolvidos no projeto de construção da ponte Salvador – Itaparica. O grupo tratou de projetos de infraestrutura para a região que será amplamente influenciada pelo empreendimento, sobretudo com aumento no fluxo de pessoas, expansão de crescimento e atração de grandes investimentos.

Para o prefeito, a construção da ponte trará benefícios e avanços significativos ao município e ao território do Recôncavo. O gestor destaca que não medirá esforços para ver o pleito concretizado.

“Nossa cidade e região sempre sonharam com esta ponte. Temos uma distância de quase 200 km para Salvador que com a ponte será reduzida pela metade. Daremos todo o apoio necessário para que esta obra seja realizada no menor tempo possível para atender às expectativas da população e pela grande economia que teremos em todos os sentidos, sem falar do crescimento econômico de Santo Antônio de Jesus e região”, aponta Deolino.

Durante uma entrevista coletiva, o prefeito comentou sobre instalação do Atakarejo em Santo Antônio de Jesus. De acordo com ele, os empresários responsáveis por trazer o empreendimento insistem em instalar na Av. Ursicino Pinto de Queiroz, mas não é permitido por lei.

“A lei municipal não permite um estabelecimento nessas condições naquela localidade, não é porque eu não quero, pelo contrário, eu quero que ele estabeleça em qualquer outro local. Eu disse que estamos disponíveis para apoiar a instalação do Atakarejo em qualquer outro espaço dentro do município desde que não venha estar fora do que fora do que reza a legislação de ocupação de solo”, disse.

A reunião foi realizada na tarde desta quinta-feira (18), na Câmara de Vereadores e contou também com a presença do ex-prefeito Rogério Andrade e demais lideranças políticas.