SAJ: representantes do transporte escolar particular reivindicam auxílio emergencial municipal, “Muitos vivem dessa renda”

Representantes do transporte escolar particular reivindicam auxílio emergencial municipal desde do início do ano, em Santo Antônio de Jesus. Ao repórter Tino Alves da Rádio Andaiá FM, o presidente da categoria, Aloísio Júnior explicou que eles receberam o auxílio por cinco meses no ano passado, mas este ano nada foi pago ainda.

“Tem muitos condutores que só vivem dessa renda, estão passando dificuldades, tenho colegas vendendo carro, outros que o Banco quer tomar. A categoria foi uma das primeiras a parar e com certeza deve ser a última a voltar”, disse.

De acordo com ele, são 50 famílias que dependem dessa renda. Eles compareceram na manhã desta quarta-feira (14), na Câmara de Vereadores onde foram informados pelo presidente da Casa, Chico de Dega que o prefeito Genival irá analisar o caso e dar um parecer.

Ainda conforme Aloísio, a prefeitura cobrou o alvará dos veículos mesmo sem utilização, “Como vamos pagar por algo que não estamos usamos? Estamos aqui para cobrar a isenção também”, frisou.