Viver melhor: ‘Sangramento anal é sinal de alerta’, explica Dr. Antônio em entrevista; assista

Pode não parecer comum no dia a dia de muitas pessoas, mas de acordo com especialistas como o Dr. Antônio Carlos Santana, é algo que está presente na vida corriqueira independente da idade do paciente e que deve ser avaliado com cuidado. Esse é o alerta do especialista do quadro ‘Viver Melhor’ do Programa do Valente que tem o apoio da Reconflex.

Para observar sinais de sangramento, em países europeus não é permitido vaso sanitário na cor preta. “Uma coisa que o brasileiro não tem hábito de olhar suas fezes e isso é importante. Às vezes se tem um sangramento anal chamado de melena, ulcera de estômago ou varizes de esôfago que rompe e esse sangue não vai sair vermelhão e sim escuro, como se a gente tivesse comido um sarapatel. É preciso manter o hábito de olhar pelo menos uma vez na semana, por isso a importância dos vasos sanitários serem de cor clara, principalmente branco”, alertou.

As causas para esta situação são diversas, desde o câncer de estômago, hemorroidas, fissuras retais, doenças inflamatórias intestinais e outras com o aparecimento de sangue vivo até coágulos mais escuros. “Nossa atenção maior é para as pessoas a partir dos 50 anos e esse paciente ter um sinal que ele tem um câncer em fase inicial e não ficar atento a isso e chegar a emergência com um tumor em fase avançada”, ressaltou.

Dr. Antônio alerta que para descobrir de qual área está aparecendo o sangramento, se é baixo, médio ou alto, uma endoscopia pode visualizar ou até mesmo uma colonoscopia.

Assista entrevista completa:

View this post on Instagram

Pode não parecer comum no dia a dia de muitas pessoas, mas de acordo com especialistas como o Dr. Antônio Carlos Santana, é algo que está presente na vida corriqueira independente da idade do paciente e que deve ser avaliado com cuidado. Para observar sinais de sangramento, em países europeus não é permitido vaso sanitário na cor preta. “Uma coisa que o brasileiro não tem hábito de olhar suas fezes e isso é importante. Às vezes se tem um sangramento anal chamado de melena, ulcera de estômago ou varizes de esôfago que rompe e esse sangue não vai sair vermelhão e sim escuro, como se a gente tivesse comido um sarapatel. É preciso manter o hábito de olhar pelo menos uma vez na semana, por isso a importância dos vasos sanitários serem de cor clara, principalmente branco”, alertou. As causas para esta situação são diversas, desde o câncer de estômago, hemorroidas, fissuras retais, doenças inflamatórias intestinais e outras com o aparecimento de sangue vivo até coágulos mais escuros. “Nossa atenção maior é para as pessoas a partir dos 50 anos e esse paciente ter um sinal que ele tem um câncer em fase inicial e não ficar atento a isso e chegar a emergência com um tumor em fase avançada”, ressaltou. Dr. Antônio alerta que para descobrir de qual área está aparecendo o sangramento, se é baixo, médio ou alto, uma endoscopia pode visualizar ou até mesmo uma colonoscopia.

A post shared by Blog do Valente (@blogdovalentee) on