Médicos encontram fungo de pombo na cabeça de homem internado em SP. Em SAJ, uma pessoa morreu com suspeita da doença

Um homem de 62 anos está internado, sem previsão de alta, após ser diagnosticado com a doença do pombo. Claudio Luiz Arantes de Carvalho mora na cidade de  São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo informações do G1, familiares relataram que o homem foi contaminado após o vizinho passar a alimentar pombos todos os dias no bairro em que moram, na Vila Cascatinha. Esse é o primeiro caso registrado na região em 2020.

Claudio ficou quatro dias na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Santa Casa e foi para o quarto nesta quarta-feira (15), porém, seguirá em tratamento, sem previsão de alta.

Em Santo Antônio de Jesus, uma grande quantidade de pombos vivem na Praça Padre Mateus. Por serem constantemente alimentados, os animais  se adaptam facilmente as condições urbanas. Além de sujar o ambiente, os pombos também transmitem doenças como zoonoses, como a criptococose ou a salmonelos. No ano passado, um estudante da UNEB morreu após suspeita de contrair a doença do pombo enquanto limpava o forro de uma casa.

A transmissão ocorre através das fezes, por isso a necessidade extrema de evitar contato com as fezes dessas aves e também da prefeitura realizar sempre a limpeza, uma vez que, elas secam, podem virar poeira e ser aspiradas para os pulmões.