Bahia vai receber R$ 26 mi para intensificar atenção primária em grupos específicos

A Bahia será contemplada com mais de R$ 26,3 milhões de um incentivo instituído pelo Ministério da Saúde aos municípios e Distrito Federal para o fortalecimento das equipes e serviços da Atenção Primária à Saúde no cuidado às populações específicas, no contexto da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) decorrente da Covid-19. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (17).

O recurso de custeio se dá em caráter excepcional e temporário e vai beneficiar os 417 municípios baianos.

As populações específicas que a medida pretende beneficiar são: população indígena não aldeada; populações dispersas; populações do campo, da floresta e das águas; população ribeirinha; população assentada; população quilombola; população em situação de rua; povo cigano; população circense; população privada de liberdade; adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa; população residente em áreas de comunidades e favela; grupos populacionais que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica; e demais povos e comunidades tradicionais.

De acordo com o Ministério, o incentivo financeiro tem a finalidade de apoiar a gestão local na qualificação da identificação precoce, do acompanhamento e monitoramento de populações específicas com síndrome gripal, suspeita ou confirmação de Covid-19.

Fonte: BN