Governo planeja distribuir remédios sem eficácia comprovada contra Covid-19

 

Com alta de casos da Covid-19 em 21 estados e no Distrito Federal, o Ministério da Saúde planeja gastar R$ 250 milhões para oferecer de graça a hidroxicloroquina e a cloroquina no programa Farmácia Popular através do chamado “kit Covid”. Os remédios não têm eficácia comprovada contra o novo coronavírus. O valor previsto no estudo sigiloso, que tramita desde julho, foi revelado pelo jornal Estado de S. Paulo nesta sexta-feira, 11.

O impacto orçamentário para a compra da hidroxicloroquina e da azitromicina é descrito em um despacho da pasta, datado de 25 de setembro. O valor foi autorizado pela Secretaria Executiva do Ministério da Saúde, ainda segundo o documento, e aprovado pela assessoria jurídica da pasta. A proposta está no gabinete do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

O programa prevê que farmácias conveniadas ofertem remédios de graça ou com até 90% de desconto. Para compensar o custo, os estabelecimentos são reembolsados pelo governo.

Fonte: A Tarde