Contra novas cepas do coronavírus, especialistas sugerem duas máscaras para maior proteção

Autoridades de saúde estão sugerindo o uso de duas máscaras de proteção como forma de aumentar o nível de proteção contra o novo coronavírus e suas múltiplas variantes mais contagiosas.

“Se você tem uma cobertura física com uma camada, coloca outra camada, faz sentido que seja mais eficaz, e é por isso que você vê as pessoas com máscaras duplas ou fazendo uma versão de uma N95”, disse Anthony Fauci, agora conselheiro médico chefe do presidente Joe Biden, em entrevista à NBC.

Biden e a vice-presidente Kamala Harris estão usando máscaras em dobro há semanas – na verdade, Biden costumava ser visto com uma máscara cirúrgica sob sua cobertura de tecido preto antes de ser empossado.

No dia da posse, o secretário de transportes, Pete Buttigieg, e seu marido, Chasten Buttigieg, tiraram uma selfie usando duas máscaras cada. A poetisa Amanda Gorman também usou uma máscara cirúrgica por baixo de sua versão da Prada.

Os senadores republicanos Mitch Romney e Marco Rubio foram vistos usando máscaras duplas no Capitólio em meados de dezembro.

Camadas de proteção

Uma máscara de camada única não é realmente eficaz no bloqueio de aerossóis, mostram estudos, e mesmo as máscaras de tecido de duas e três camadas feitas em casa são apenas parcialmente protetoras – algo em torno de 50% a 60% da faixa de eficácia.

As máscaras cirúrgicas, também chamadas de máscaras de grau médico, são feitas de três camadas de TNT, normalmente feito de plástico. A camada superior colorida do tecido é feita de polipropileno de grau médico, que é um polímero de resina colado por calor em uma estrutura semelhante a uma teia.

Um estudo de 2020 descobriu que as máscaras cirúrgicas eram cerca de 50% eficazes na proteção de usuário contra aerossóis de outras pessoas.

Mas coloque uma máscara cirúrgica sob uma máscara de pano e você terá “mais de 91% de eficiência de remoção de partículas”, disse Joseph Allen, professor associado da Escola de Saúde Pública T.H. Chan, de Harvard, e diretor do programa escolar Edifícios Saudáveis, em entrevista recente.

Em meados de dezembro, Linsey Marr, professor de engenharia civil e ambiental da Virginia Tech, um dos maiores especialistas em transmissão de vírus por aerossol, e Monica Gandhi, professora de medicina da UCSF / San Francisco General Hospital, publicaram um comentário pedindo o uso de duas máscaras.

“Para proteção máxima”, Marr e Gandhi sugeriram que o público poderia “usar uma máscara de pano firmemente em cima de uma máscara cirúrgica onde a máscara cirúrgica atua como um filtro e a máscara de pano fornece uma camada adicional de filtração enquanto melhora o ajuste.”

Uma segunda opção, eles disseram, poderia ser usar uma máscara de três camadas feita de um tecido flexível que se adapta ao rosto, com uma inserção de um “material de filtro de alta eficiência”, como um saco de vácuo.

As melhores coberturas faciais para proteção são os respiradores do tipo N95, feitos de fibras tecidas com uma carga elétrica que pode reter partículas errantes. Produtos semelhantes incluem o chinês KN95, as versões europeias FFP1 e FFP2, o P2 de Austrália e Nova Zelândia, e o DS2, de Coreia do Sul e Japão.

“Considere a atualização de uma máscara de pano para uma máscara cirúrgica ou de uma máscara cirúrgica para uma N95 / KN95, se disponível. Máscaras melhores podem ajudar a reduzir o risco de cepas mais contagiosas”, tuitou o ex-diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) Tom Friedan na segunda-feira (25).

Mas o CDC não está recomendando máscaras N95 para o público em geral, em parte, devido à falta de máscaras para profissionais de saúde e também devido à preocupação de que as pessoas possam não se adaptar a essas máscaras, que podem dificultar a respiração.

“Eu me preocupo que se sugerirmos ou exigirmos que as pessoas usem N95, elas não as usarão o tempo todo”, disse Rochelle Walensky, a nova chefe do CDC, a Anderson Cooper da CNN e ao correspondente médico-chefe Dr. Sanjay Gupta na quarta-feira (27).

“Elas são muito difíceis de respirar quando usadas adequadamente”, disse Walensky. “Eles são muito difíceis de tolerar quando você usa por longos períodos de tempo.”

Fonte: CNN