Instituto Butantan afirma que ofereceu doses de CoronaVac ao Ministério da Saúde e foi ignorado

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou na tarde de hoje (19) que, por três vezes, o Ministério da Saúde a oferta de  doses de vacina contra Covid-19 feita pelo instituto ainda em 2020. As doses foram oferecidas através de ofícios enviados em em julho, agosto e outubro  do ano passado, mas não foram respondidos pela pasta.

Nos ofícios, o Butantan ofereceu ao governo federal a compra de 60 milhões de doses da vacina CoronaVac para entrega ainda em 2020  além de ofertar, ainda, outras 100 milhões para entrega em 2021. Outros dois comunicados foram enviados pelo Butantan em dezembro e fevereiro, afirmou Covas em entrevista coletiva.

“Vamos colocar a responsabilidade em quem tem a responsabilidade. Estão aqui os ofícios que foram encaminhados ao Ministério da Saúde ofertando vacinas”, disse Dimas Covas.

Fonte: Metro1