Desafio nas redes sociais envolvendo medicamento acende alerta entre pais e dermatologistas

Desafio nas redes sociais envolvendo medicamento acende alerta entre pais e dermatologistas

O uso de um remédio controlado num desafio que viralizou no TikTok tem preocupado pais e especialistas. Adolescentes que tomam Roacutan para o tratamento de acne têm postado um ‘antes e depois’ para avaliar os supostos efeitos no tamanho e no formato do nariz. Somadas, as hashtags ‘roacutancheck’ e ‘roacutanchallenge’ chegam a 29 milhões de visualizações.

Só que o medicamento não é indicado para isso. O que mais preocupa é que um conteúdo como esse numa rede social pode estimular o uso indevido do remédio, que é vendido com retenção de receita e pode provocar efeitos colaterais graves.

A médica Ediléia Bagatin, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que a isotretinoína, substância que compõe o medicamento, diminui as glândulas sebáceas, mas apenas de quem já tem uma condição como a acne severa. Ediléia também lista uma série de cuidados e restrições envolvendo o remédio.

“é preciso fazer uma série de exames para checar as funções do fígado e ver colesterol e triglicerídeos. O mais grave é que é uma droga proibida para mulheres em idade fértil. Porque o bebê tem 30% de chances de nascer com defeitos graves”.

Mas por que será que os adolescentes ficam tão tentados a participar de cada desafio que surge na internet? O membro da Sociedade Europeia de Neurociência, Fabiano de Abreu, explicou que isso estimula a produção de dopamina, o neurotransmissor da sensação de recompensa. Além disso, o hábito tem a ver com o desejo de fazer parte de um grupo.

De acordo com o especialista, os desafios nas redes sociais – que podem ser perigosos para saúde – aumentaram durante a pandemia. Por isso, os pais devem redobrar a atenção.

Em nota enviada à CBN, o TikTok disse que a segurança dos usuários é prioridade e que conteúdos potencialmente prejudiciais, que promovam ou glorifiquem atos perigosos ou com informações médicas incorretas, serão removidos da plataforma.

Fonte: CBN