Nos pênaltis, Rússia bate Espanha e avança para as quartas de final

Foto: Dan Mullan/Getty Images

A etapa final começou com pouca efetividade de ambas as equipes. A Rússia continuou com 5-4-1. A Espanha trocava passes, mas sem criar perigo.

 

Para tentar dar mais mobilidade ao seu time, o técnico Hierro, da Espanha, sacou David Silva aos 22 minutos e colocou Iniesta.

 

O segundo tempo permanecia sonolento. A Espanha até tentava, mas não conseguia furar o forte bloqueio russo.

 

Somente aos 42 minutos que a Espanha chegou com grande perigo. Aspas ajeitou de peito após cruzamento de Alba, Iniesta arrematou no cantinho, e o goleiro Ankifeev caiu para espalmar. Aspas pegou o rebote e o arqueiro russo defendeu novamente.

 

Prorrogação:

A Rússia procurava não se expor e ficava fechadinha em seu campo de defesa, enquanto a Espanha continuava em busca de espaços. Aos nove minutos, Aspas fez boa jogada e acionou Asensio. Ele bateu, mas o goleiro russo defendeu com tranquilidade. Aos 15, após falta levantada, Piqué cabeceou nas mãos de Akinfeev.

 

No segundo tempo da prorrogação, a Espanha foi mais incisiva e buscou explorar jogadas individuais. Rodrigo e Aspas tiveram boas oportunidades, mas esbarraram no goleiro Ankinfeev.

Cobranças de pênaltis:

Apoiado pela torcida, a Rússia foi com mais tranquilidade para as cobranças de pênaltis. Rodrigo e Koke falharam para a Espanha, enquanto Ignashevich, Glovin, Smolov e Cherysh marcaram e garantiram os donos da casa na próxima fase da Copa do Mundo.

 

FICHA TÉCNICA
Rússia x Espanha
Copa do Mundo – oitavas de final

Local: Estadio Luzhnikí, em Moscou (Rússia)
Data: 1 de julho de 2018 (Domingo)
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander Van Roekel (HOL) e Clement Turpin (HOL)
Cartões amarelos: Piqué (Espanha);  Kutepov e Zobnin (Rússia)
Gols:  Ignashevich (contra);  Dzyuba (Rússia)

 

Rússia: Igor Akinfeev;  Mario Fernandes, Kurdjasov, Kutepov, Sergei Ignasevich, Zhirkov (Granat); Samedov (Cheryshev), Kuzyaev (Erokhin), Golovin, Zobnin; Dzyuba (Smolov). Técnico: Stanislav Cherchesov.

 

Espanha: De Gea; Nacho (Carvajal); Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Koke, David Silva (Iniesta), Isco e Asensio (Rodrigo); Diego Costa (Aspas). Técnico: Fernando Hierro.

 

*BN