Justiça determina retirada de plotagens do Bahia na Fonte Nova

O juiz Glauco Dainese de Campos, da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, deferiu a liminar em ação popular, relacionado a violação de princípios administrativos, e determinou a retirada das peças publicitárias alusivas ao Bahia na Arena Fonte Nova. O magistrado obrigou o clube a remover pinturas, plotagens e placas do estádio, no prazo de 15 dias, sob multa diária de $20 mil. No entanto, a medida mantém a loja do tricolor na Arena Fonte Nova.

Pelas redes sociais, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, reclamou da decisão. “Caso seja determinada a retirada das plotagens nos momentos dos jogos, isso certamente afetaria todos os eventos realizados na Arena. Se for, cada evento realizado na Arena estaria proibido de portar sua marca. Não acredito que seja o caso. Por segurança, consultaremos a Justiça”, afirmou o dirigente.

Ainda de acordo com Bellintani, outros clubes também podem fazer o mesmo contrato, nos mesmos moldes. “Entendemos que qualquer clube que tenha contrato permanente com o estádio possa fazer o mesmo. O faturamento da loja previsto para 2019 será alcançado já no mês de maio. Decisão importante para o planejamento do clube”, declarou.

*M1