OAB repudia vídeo de alunos de colégio militar saudando Bolsonaro: “Não podemos permitir”

Após os estudantes de um colégio militar de Manaus gravarem um vídeo saudando o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o chamando de “salvação da nação”, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Amazonas, Marco Aurélio de Lima Choy, se manifestou sobre o ocorrido. Segundo ele, o vídeo dos alunos do ensino médio do Colégio Estadual Professor Waldocke Fricke de Lyra é “lamentável”.

“Repudiamos qualquer forma de ingerência sobre a liberdade de expressão, seja para homenagear ou deixar de homenagear alguém. Esse vídeo é lamentável. Não se coloca palavras na boca de adolescentes sobre decisões de outros, ainda mais sendo uma homenagem. Trata-se de um ambiente acadêmico, onde se formam cidadãos. Não podemos permitir isso. O conselho da OAB do estado vai se reunir para liberar uma nota de repudio sobre o ocorrido”, disse o presidente.

A Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) disse que já foi informada e está “apurando a situação”. A Polícia Militar do Amazonas alegou que um procedimento administrativo já foi aberto e será conduzido pela Diretoria de Justiça e Disciplina da corporação. O colégio faz parte da rede estadual, mas está sendo administrado pela PM após um acordo realizado com a Seduc. * VN

Veja vídeo: