Aos 58 anos, morre o jornalista Ricardo Vidarte

O jornalista Ricardo Vidarte morreu na manhã desta segunda-feira (16), aos 58 anos, vítima de um mal súbito enquanto trabalhava. Vidarte foi socorrido ao Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, mas não resistiu. O velório ocorrerá a partir das 20h, no Cemitério João XXIII, Capela 9, e o sepultamento, às 10h30min desta terça-feira (17).

Atualmente, o jornalista apresentava o SBT Esporte. Também passou por diversos veículos de comunicação do Estado, durante os mais de 30 anos de profissão, atuando como repórter, produtor, apresentador e narrador esportivo.

O apresentador da Rádio Gaúcha Antônio Carlos Macedo lamentou a morte do colega com quem trabalhou no ano de 1988.

— O Vidarte começou comigo aqui na Rádio Gaúcha. Eu apresentava o plantão esportivo à noite e ele veio fazer a produção do programa em 1988. […] Um querido colega que se foi precocemente.

O narrador da Rádio Gaúcha Pedro Ernesto Denardin também homenageou o jornalista, em seu comentário no Esportes ao Meio-Dia.

— Ricardo Vidarte foi uma indicação que me fez Luiz Carlos Silveira Martins, o Cacalo, em 1984, quando nós abrimos a Rádio Sucesso. Nós abrimos a rádio junto com outros jornalistas, como Wianey Carlet, João Garcia, Nilton Azambuja, Paulo Mesquita, enfim, fizemos uma rádio dentro de Porto Alegre. A Rádio Sucesso. Que, claro, não deu certo, não poderia dar, mas enfim. Daqui a pouco veio a indicação do Cacalo, do Vidarte, com quem ele trabalhava no IPE. O Cacalo trabalhava no IPE, onde agora é aposentado. E, ali, o Vidarte começou a sua trajetória. Morre muito jovem. Esteve ontem (domingo) ainda no Beira-Rio, é o relato dos jornalistas. Mal-súbito, fazer o que, é a vida. Lamento muito, porque gostava bastante do Vidarte. Sempre esteve muito próximo de todos nós, inclusive dentro da Aceg. Sempre participativo em todos os processos. É uma pena que perdemos Ricardo Vidarte, mas enfim, é da vida — falou o narrador.

*Zero Hora