Caminhões com ajuda humanitária são incendiados na Venezuela

 

Foto : Reprodução / Twitter @victorferreira

 

Caminhões com ajuda humanitária que cruzaram a fronteira e entraram na Venezuela foram queimados por forças de Nicolás Maduro em Ureña, cidade onde há conflitos desde hoje cedo devido ao fechamento das fronteiras com Brasil e Colômbia por ordem do presidente.

Em discurso na tarde de hoje (23), Maduro afirma que opositores que tentam entrar com ajuda humanitária são ‘traidores’.

O presidente também chamou a ajuda humanitária de “brincadeira de enganar bobo”. Ele criticou diretamente a qualidade e quantidade da ajuda. “Será aceita a ajuda humanitária, se for legal. Não sou mendigo de nada, para título de mendigo fale com Guaidó”, atacou.

Maduro exaltou a importância da defesa das fronteiras, citando o fechamento como a mais importante ação em 200 anos.

*Metro1