Procurador quer investigar mais secretário de Aécio

Deu em O Globo:

Na denúncia que ofereceu nesta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o valerioduto tucano, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, pede ao Ministério Público de Minas Gerais que aprofunde investigações contra o secretário de governo de Minas Gerais, o ex-deputado federal Danilo de Castro (PSDB), um dos homens fortes da gestão Aécio Neves.

O procurador pede mais apuração sobre a “conduta” de Danilo de Castro. Segundo o Ministério Público, Castro foi avalista, juntamente com o deputado estadual Mauri José Torres Duarte, de um empréstimo adquirido pela empresa SMP&B Comunicação, em 25 de novembro de 2004, no Banco Rural, no valor de R$ 707 mil. Laudo do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal informa que a maioria dos recursos (R$ 563,5 mil) foi sacada na boca do caixa.

Nossa Opinião: Essa notícia pode acabar com as pretensões presidenciais de Acécio Neves. As denuncias podem atingi-lo diretamente. Embora faça um bom governo em Minas, ele não tão forte quanto Lula para resistir a uma denuncia de mensalão. O caso do mensalão tucano mostra também que o partido não é diferente do PT como alardeou, blinda o senador Eduardo Azeredo, não o tirou da presidência do partido quando surgiram as denuncias logo antes das eleições presidenciais. Como bem disse o jornalista Clovis Rossi,  a propaganda do PSDB deveria ser assim: O PSDB criou o mensalão e o PT copiou, isso é ruim para o Brasil.