Topiqueiro : profissão de risco em Santo Antônio de Jesus

A morte do topiqueiro Elias Silva Vaz na última quarta feira ( 16 ), assassinado à sangue frio por criminosos que assaltaram o veículo em horário de trabalho, consternou a categoria em Santo Antônio de Jesus.  O motorista, de 31 anos de idade e residente na vizinha cidade de Cruz das Almas, deixou mulher viúva e filho órfão.  Elias já é a segunda vítima fatal da violência entre os topiqueiros em menos de dois meses, o que ressalta o perigo que passou a representar a profissão ultimamente na região.  Entre os colegas de trabalho o clima é de medo e indignação. Outrora uma profissão rentável, ser topiqueiro hoje em dia requer uma boa dose de coragem.  O perigo se torna maior devido ao aumento da insensatez por parte dos novos marginais, muitos dos quais com o uso de drogas pesadas se tornaram ainda mais violentos e incontroláveis, não hesitando em tirar a vida de um pai de família mesmo já possuindo o dinheiro do roubo.